Missa do 23º Domingo Comum – 05 e 06 de setembro

“Eu estou no meio de vós”

Por| Frei Jhones Luccas

“Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou ali no meio deles” (Mt 18,20). No Evangelho deste final de semana, ouvimos a seguinte recomendação dada por Jesus: “Se teu irmão pecar contra ti, vai e corrige ele a sós, se ele te ouvir, bem, mas se não ouvir, chame duas testemunhas para que se resolva diante delas o contrito. Porém, se esse irmão ainda continuar no erro, vá até a Igreja e torne público; e se mesmo assim ele ainda persistir no erro, seja chamado de pagão”.

Essas palavras, aparentemente, parecem duras e rígidas em se tratando de Jesus, mas Ele nos deixa aqui um conselho muito sábio e muito caridoso, vejamos! Em nossa vida conhecemos muitas pessoas, algumas ficam mais próximas, outras nem tanto. Algumas se tornam nossos amigos e amigas, outros até consideramos irmãos. Porém, todas essas pessoas podem errar, pois como diz o ditado: “Errar é humano”. Mas todas essas pessoas podem e devem ser corrigidas de seus erros. Corrigir alguém não é punição, mas é amor!

Corrigir alguém de um ato errado é porque você ama e se importa com essa pessoa e não quer que ela faça errado novamente. Entretanto, algumas pessoas, por mais próximas que sejam, são difíceis de serem corrigidas e algumas vezes até chegamos a ouvir a expressão: “Quem é você para me dar conselhos…”. No entanto, se amamos, vamos tentar ajudá-la novamente e novamente…e ela persiste no erro. Por fim, às vezes, o caso chega a tal ponto que costumeiramente usamos a expressão: “Ah, essa eu já entreguei para Jesus…”.

Irmãos, têm pessoas que a melhor maneira de se corrigir é deixando que errem uma, duas, três vezes… porque tem pessoas que são cabeças-duras. Algumas vezes, o nosso silêncio diante delas é a melhor correção. Deus nos conhece e que tentamos várias vezes ajudar, inclusive Ele termina o Evangelho dizendo, que onde dois ou mais estiverem reunidos em seu nome Ele estará no meio deles. Deus conhece e reconhece o nosso esforço, mas por vezes o nosso maior esforço é nos mantermos em silêncio e não nos irritarmos.

Termino aqui com uma frase bem dura de São Francisco: “Não vos perturbeis pelo erro dos outros”.

In: https://conexaofraterna.com.br/

Cantos para a Missa

Entrada: És um Deus justo, ó Senhor

Ato Penitencial: Senhor, tende piedade dos corações

Glória: Glória a Deus nas alturas

Salmo: Salmo 94 – Não fecheis o coração

Aclamação: Aleluia, Glória ao Pai
Antifona: O Senhor reconciliou o mundo em Cristo, confiando-nos sua palavra; a palavra da reconciliação, a palavra que hoje, aqui, nos salva.

Ofertório: A liberdade haverá

Santo

Cordeiro: Cordeiro de Deus – Shalom

Comunhão: Vá e mostre o erro do seu irmão

Final: A Bíblia é a palavra de Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: